“CULPA DA CRISE”: A JUSTIFICATIVA DE ALGUNS INCOMPETENTES