Newsletter Indique
ÁREA DO CLIENTE

Login:

Senha:

Esqueci a senha
Novo área do cliente

RECEITA NOTIFICA AUTÔNOMOS POR SUSPEITA DE SONEGAÇÃO


A Receita Federal começou a notificar profissionais liberais e autônomos que declararam rendimentos do trabalho recebidos de outras pessoas físicas, mas não recolheram a contribuição previdenciária sobre os valores. De acordo com o fisco, desde a segunda-feira, 4/12, estão sendo enviadas 74.442 cartas a contribuintes de todo o país, sendo 21.485 apenas no Estado de São Paulo.
Chamada de "Operações Autônomos", a ação tem como objetivo alertar os contribuintes, que poderão recolher os valores devidos espontaneamente, sem multas, até 31 de janeiro de 2018.
A partir de fevereiro, porém, a Receita começará a autuar quem não pagar o tributo, que, dessa forma, serão multados em 75% a 225% sobre o valor devido. "Além disso, o contribuinte estará sujeito a representação ao Ministério Público Federal para verificação de eventuais crimes contra a ordem tributária", reforça o órgão, em nota.
As contribuições são referentes aos anos de 2013, 2014 e 2015. A Receita tem indício que, nesse período, foram sonegados R$ 841,3 milhões. Quase 30% desse valor se refere aos contribuintes de São Paulo.
O foco da operação são contribuintes autônomos como médicos, dentistas, psicólogos, pintores, eletricistas e outros. Esses profissionais têm que pagar 20% sobre o rendimento como contribuição previdenciária
Fonte: Diário do Comércio

« Voltar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EMPRESAS QUE AINDA NÃO DETALHAM OS TRIBUTOS NA NOTA FISCAL PODERÃ...

7 CASOS QUE DISPENSAM PAGAR IR PELO LUCRO COM VENDA DE IMÓVEIS...

DISPENSADA A CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITO PARA FECHAMENTO DE EMPRE...

ALERTA SOBRE CADASTRO DE OPERAÇÕES NA COAF...

Lei que traz benefícios aos motoboys está parada há três meses...

ESTABILIDADE PROVISÓRIA DA GESTANTE...

GOVERNO CRIA REDE DE PROTEÇÃO A MICRO E PEQUENAS EMPRESAS...

“SAÍDA” DO SIMPLES PODE TER MUDANÇA...

Novas cartilhas orientam empreendedores...

Governo eleva a R$788,06 projeção do salário mínimo para 2015...