Newsletter Indique
ÁREA DO CLIENTE

Login:

Senha:

Esqueci a senha
Novo área do cliente

QUALIDADE TOTAL: O OBJETIVO DE TODO EMPREENDEDOR


Saiba mais sobre isso e entenda sua importância.

Com uma gestão voltada à Qualidade Total o empreendedor ganha em redução de custos e melhores entregas para o cliente. Saiba mais sobre isso e entenda sua importância.

Se tem uma coisa que todo empreendedor persegue é a excelência de processos, a melhoria no atendimento ao cliente, a redução de custos e, de forma geral, fazer sua entrega ao consumidor final cada vez melhor. Em outras palavras, todo empreendedor quer alcançar a qualidade total.

E qualidade total, como a própria expressão sugere, significa de fato, elevar ao máximo o valor agregado de cada etapa da operação para, enfim, alcançar os melhores resultados em termos de satisfação do cliente, preços e processos produtivos.

Essa busca por melhorias constantes é, também, uma estratégia de administração, conhecida como TQM (Total Quality Management, ou gestão da qualidade total) cujo objetivo é criar consciência da qualidade em todos os processos organizacionais da empresa. Isso mesmo, da alta gerência ao funcionário que varre o chão da fábrica, passando, inclusive, pelos fornecedores, distribuidores e demais parceiros de negócios.

A QUALIDADE TOTAL PODE SER DEFINIDA, DE FORMA BEM RESUMIDA, COMO “O ATENDIMENTO PLENO DAS NECESSIDADES DE UM CLIENTE”. E QUE ESTE ATENDIMENTO PLENO ÀS EXIGÊNCIAS DOS CLIENTES DEPENDE DA IMPLANTAÇÃO DE PROCESSOS DE MELHORIA CONTÍNUA.

- Entendendo um pouco o contexto

O conceito de Qualidade Total teve sua origem nos anos 60, como um sistema eficaz para integrar o desenvolvimento e manutenção da qualidade e os esforços de melhoria entre os diferentes setores de uma empresa. Tudo isso com o objetivo de criar produtos ou serviços com o máximo de economia e a plena satisfação dos consumidores.

Mas foi a Toyota…

Que, pela primeira vez, aplicou com sucesso o conceito. Aliás, eles foram pioneiros em muitas coisas, entre elas na aplicação do método Kanban, forma visual tão simples quanto eficiente, para gerenciar a evolução das etapas da linha de produção. (No artigo Kanban: como ver, literalmente, as tarefas te ajuda no seu processo produtivo você aprende mais sobre o tema)

- Não se engane, estamos falando de algo altamente atual

Apesar de ter surgido nos anos 60, o conceito de Qualidade Total é muito atual e presente em diversas organizações. O motivo é simples: quem não busca melhorias contínuas em seus processos? E muitas são as vantagens de perseguir esse objetivo dentro de uma organização. Só para citar algumas:

- Aumento de satisfação e confiança de clientes

Aumento da produtividade;
Redução de custos internos;
Melhoria da imagem e dos processos de modo contínuo;
Qualidade Total: uma missão para todos da empresa

E quando falamos total, estamos falando, também, de uma gestão voltada à qualidade que englobe e engaje todos os funcionários da empresa. Quando todos estão motivados e alinhados à missão da empresa, garantir que cada etapa da produção seja executada com precisão e, mais do que isso, que todo o corpo de funcionários da empresa esteja 100% comprometido com uma meta comum é uma tarefa muito mais fácil e bem sucedida.

Para isso, a empresa precisa investir em desenvolver uma cultura organizacional que motive e reúna todos os funcionários em torno desse objetivo. É a cultura organizacional que vai desenvolver diretrizes para uma empresa de sucesso, a começar pela forma como os funcionários vão enxergar o negócio e agir dentro dele. Quem investe em uma gestão de pessoas e uma cultura corporativa de qualidade acaba gerando maior satisfação entre os clientes e obtendo maior lucro em suas atividades.

Quando cada um sabe da importância de sua atuação para todo o processo, é muito provável que objetivos relacionados à melhorias contínuas sejam alcançados. A conscientização e a busca da qualidade e do reconhecimento da sua importância é fundamental.

- Sigma: uma ferramenta que te leva à excelência

Criar processos internos realmente mais eficientes, econômicos, e que garantam a qualidade do serviço prestado por uma empresa é fundamental para que ela permaneça competitiva no mercado. O Seis Sigma (ou Six Sigma, em inglês) é uma ferramenta internacionalmente reconhecida e amplamente utilizada para identificar e implementar melhorias nos processos internos de uma empresa, garantir custos de operação menores e, consequentemente, aumentar os lucros.

O Sigma é uma letra do alfabeto grego, e também uma medida de variação utilizada em estatística. No universo empresarial, a Sigma se refere à frequência com que determinada operação ou transação utiliza mais do que os recursos mínimos necessários para satisfazer o cliente, ou seja, ela determina uma taxa de desperdício/desvio por operação. Assim, você pode usar o Seis Sigma para calcular matematicamente o nível de desempenho dos processos da sua empresa e obter um diagnóstico.

Os sigmas representam algo como uma escala de qualidade, onde 1-sigma é o nível mais baixo, com alta quantidade de defeitos e grande potencial de perda de suas vendas devido à não-qualidade. Uma empresa que está no nível 6-sigma, que é o mais alto nível de excelência dentro da metodologia, tem apenas 3 defeitos em um milhão.

- PCP: um passo importante para a Qualidade Total

Não é segredo para ninguém que a logística é uma parte fundamental da operação de uma empresa, que pode ser um grande diferencial competitivo –atribuindo agilidade, economia e mais qualidade aos processos – ou o extremo oposto. Então, vamos falar sobre PCP, mais um conceito importante que você precisa conhecer para melhorar ainda mais sua operação, e sobre como essa atividade pode ser muito mais estratégica do que você imagina.

PCP é a sigla para Planejamento e Controle de Produção (em inglês Production Planning and Control), ou seja, o sistema de gerenciamento de recursos operacionais de uma empresa, que engloba todas as atividades que envolvem o processo de produção e a consolidação de todas essas informações relativas ao mesmo.
Mas, mais do que estabelecer o formato adequado dos processos de produção, o PCP também tem uma função muito estratégica dentro da empresa. Fazer PCP não se trata de uma tarefa exclusivamente operacional, muito pelo contrário, o gestor dessa atividade deve estar constantemente em contato com outros setores da administração da empresa, pois, juntos, poderão traçar estratégias precisas e direcionar investimentos.

Por fim, é importante frisar que, além de engajar sua equipe em torno desse objetivo comum, e concretizar todos da importância de cada um, para o sucesso da gestão de Qualidade Total, é fundamental saber que essa gestão é para sempre. Lembra do papo de melhorias contínuas? Então. Não tem fim e você deve sempre perseguir a qualidade total, mesmo que acredite já ter alcançado a excelência.

Fonte: Endeavor Brasil
 

« Voltar

ÚLTIMOS ARTIGOS

5 TEMAS PARA TIRAR DO PAPEL E SE TORNAR UM EMPREENDEDOR DE ALTO I...

Cuidados com uso de redes sociais...

OS PERIGOS DE SE CONTRATAR UM FALSO CONTADOR...

MARKETING DIGITAL: CINCO ESTRATÉGIAS PARA AUMENTAR OS RESULTADOS ...

IRPF 2017| 10 DICAS PARA SAIR DAS GARRAS DO LEÃO...

SIMPLES NACIONAL – LOCAÇÃO DE BENS IMÓVEIS PRÓPRIOS...

MOTIVOS CAMPEÕES EM RECLAMAÇÕES TRABALHISTAS...

6 TÁTICAS INFALÍVEIS PARA FIDELIZAR CLIENTES...

TÉRMINO DO CONTRATO DE EXPERIÊNCIA...

COMO O LÍDER DEVE LIDAR COM A DEMISSÃO DO SEU MELHOR FUNCIONÁRIO?...